Método 1: Redefinir as configurações do Internet Explorer

Internet Explorer 11 e Internet Explorer 10

Aviso Se estiver usando o Windows 8.1 ou o Windows 8, continue com o método 2.

  1. Inicie o Internet Explorer.
  2. Clique no ícone Ferramentas e em Opções da Internet.
  3. Clique na guia Avançado e em Redefinir.
    Imagem
  4. Na janela Redefinir Configurações do Internet Explorer, marque a caixa de seleção Excluir configurações pessoais e clique em Redefinir.
    Imagem
  5. Clique em Fechar quando tiver concluído.
    Imagem
  6. Feche e reinicie o Internet Explorer.
  7. Clique no ícone Ferramentas e em Opções da Internet.
  8. Clique na guia Programas e em Definir programas.
    Imagem
  9. Clique em Definir programa padrão.
    Imagem
  10. Na lista Programas, clique em Microsoft Excel e em Definir este programa como padrão.
    Imagem
  11. Role para o topo da lista dos programas padrões, realce Internet Explorer e clique em Definir este programa como padrão.
    Imagem
  12. Clique em OK e feche a caixa de diálogo Programas Padrões.

Método 2: Exportar e importar a chave do Registro de outro computador

Observação Use este método se as instruções anteriores para cada navegador não funcionaram para resolver este problema.

Etapa 1: Exportar a chave do Registro de outro computador

  1. Em um computador que não possui esse problema, clique em Iniciar e em Executar.
  2. Na caixa Abrir, digite regedit e clique em OK.
  3. Localize e clique na seguinte subchave do Registro:
    HKEY_LOCAL_MACHINE\Software\Classes\htmlfile\shell\open\command
  4. No menu Arquivo ou Registro (dependendo do sistema operacional), clique em Exportar.
    Imagem
  5. Observe o local no qual o arquivo será salvo. O arquivo do Registro pode ser salvo diretamente no disco rígido ou em um disquete.
  6. Digite um nome de arquivo exclusivo e clique em Salvar.
  7. Feche o Editor do Registro.

Etapa 2: Importar a chave do Registro

  1. Copie a chave do Registro exportada para a área de trabalho do computador com problema.
  2. Clique duas vezes no arquivo .reg.

    Você pode receber a seguinte mensagem:

    Windows 8,1 e Windows 8

    Adicionar informações pode inadvertidamente alterar ou excluir valores e fazer com que os componentes parem de funcionar corretamente. Se você não confia na fonte desta informação em C:Users\<yourlogon>Desktop\regkey.reg, não adicione-a ao Registro.
  3. Clique em Sim e em OK.

Etapa 3: Verifique se o valor String (Default) da chave “HKEY_CLASSES_ROOT \.html” é “htmlfile”

  1. Clique em Iniciar e em Executar.
  2. Na caixa Abrir, digite regedit e clique em OK.
  3. Localize e clique na seguinte subchave do Registro:
    HKEY_CLASSES_ROOT \.html
  4. Verifique se o valor da cadeia de caracteres (Padrão) é “htmlfile”. Se não for “htmlfile”, clique com o botão direito do mouse em (Padrão), clique em Modificar, digite htmlfile na caixa Dados do valor e clique em OK.
    Imagem
  5. Saia do Editor do Registro.

Corrigir erros comuns ao inserir fórmulas

A tabela a seguir resume alguns dos erros mais comuns que os usuários podem cometer ao inserir uma fórmula e explica como corrigir esses erros:

Não deixe de… Mais informações
Iniciar todas as funções com o sinal de igual (=) Se você omitir o sinal de igual, o conteúdo que digitou pode ser exibido como texto ou data. Por exemplo, se você digitar SOMA(A1:A10), o Microsoft Office Excel exibe a cadeia de texto SOMA(A1:A10) e não executa o cálculo. Se você digitar 2/11, o Excel exibirá a data2/nov (supondo que o formato da célula é Geral) em vez de dividir 11 por 2.
Feche todos os parênteses abertos e vice-versa Verifique se todos os parênteses possuem um par correspondente de abertura e fechamento. Quando você usar uma função em uma fórmula, para que ela funcione corretamente, é importante que cada parêntese esteja na posição correta. Por exemplo, a fórmula =SE(B5<0),”Não válido”,B5*1.05) não funcionará, porque existem dois parênteses de fechamento e apenas um de abertura (deve haver somente um parêntese de abertura e outro de fechamento). A fórmula correta tem o seguinte formato: =SE(B5<0,”Não válido”,B5*1.05).
Use dois-pontos para indicar um intervalo Quando você fizer referência a um intervalo de células, use dois-pontos (:) para separar a referência para a primeira célula do intervalo e a referência para a última célula no intervalo. Por exemplo, A1:A5.
Digite todos os argumentos obrigatórios Algumas funções exigem argumentos. Além disso, verifique se você não inseriu argumentos demais.
Insira o tipo correto de argumento Algumas funções, como SOMA, exigem argumentos numéricos. Outras funções, comoSUBSTITUIR, exigem um valor de texto para pelo menos um de seus argumentos. Se você usar o tipo de dados errado como argumento, o Excel pode retornar resultados inesperados ou exibir um erro.
Aninhe no máximo 64 funções Você pode inserir ou aninhar no máximo 64 níveis de funções dentro de uma função.
Coloque outros nomes de planilha entre aspas simples Quando a fórmula faz referência a valores ou a células de outras planilhas ou pastas de trabalho e o nome da outra pasta de trabalho ou planilha contiver caracteres não alfabéticos, você deve colocar o nome entre aspas simples ( ).
Coloque um ponto de exclamação (!) depois do nome da planilha quando você se referir a ela em uma fórmula Por exemplo, para retornar o valor da célula D3 em uma planilha chamada Dados do Trimestre na mesma pasta de trabalho, use essa fórmula: =’Dados do Trimestre’!D3.
Inclua o caminho para planilhas externas Verifique se cada referência externa contém um nome de planilha e o caminho para ela.

Uma referência para uma pasta de trabalho inclui o nome da pasta de trabalho e deve ser colocada entre colchetes ([]). A referência deve também conter o nome da planilha na pasta de trabalho.

Por exemplo, para incluir uma referência às células A1 a A8 na planilha chamada Vendas na pasta de trabalho (que está aberta no momento no Excel) chamada Operações T2.xlsx, a fórmula tem o seguinte formato: =[Operações T2.xlsx]Vendas!A1:A8.

Se a pasta de trabalho à qual você deseja se referir não estiver aberta no Excel, você ainda poderá incluir uma referência para ela em uma fórmula. Forneça o caminho completo para o arquivo, como o seguinte exemplo: =LINS(‘C:\Meus Documentos\[Operações T2.xlsx]Vendas’!A1:A8). Essa fórmula retornará o número de linhas do intervalo que inclui as células A1 a A8 na outra pasta de trabalho (8).

OBSERVAÇÃO   Quando o caminho completo contém caracteres de espaço, como no exemplo anterior, você deve colocar o caminho entre aspas simples (no começo do caminho ou depois do nome da planilha, antes do ponto de exclamação).

Digite números sem formatação Não formate os números ao inseri-los em fórmulas. Por exemplo, se o valor que deseja inserir for R$ 1.000, digite 1000 na fórmula. Se você inserir uma vírgula como parte de um número, o Excel vai tratá-lo como um caractere separador. Caso prefira os números exibidos de forma que mostrem separadores de milhares ou milhões, ou mesmo símbolos de moeda, formate as células depois de inserir os números.

Por exemplo, se pretende adicionar 3100 ao valor da célula A3 e digitar a fórmula=SOMA(3,100,A3), o Excel adiciona os números 3 e 100 e adiciona o total ao valor de A3, em vez de adicionar 3100 a A3. Caso você insira a fórmula =ABS(-2,134), o Excel exibe uma mensagem de erro, pois a função ABS aceita apenas um argumento.

Início da Página

Corrigir problemas comuns em fórmulas

Você pode implementar determinadas regras para verificar se há erros em fórmulas. Essas regras agem como um verificador ortográfico que verifica se há erros nos dados inseridos nas células. Essas regras não garantem que sua planilha esteja livre de erros, mas elas podem contribuir de forma significativa para localizar os erros mais comuns. Você pode habilitar ou desabilitar qualquer uma dessas regras individualmente.

Os erros podem ser marcados e corrigidos de duas maneiras: um erro de cada vez (como um verificador ortográfico) ou imediatamente quando eles surgirem na planilha, à medida que você inserir os dados. De qualquer forma, um triângulo é exibido no canto superior esquerdo da célula quando um erro é encontrado.

Célula com um problema de fórmula

célula com um problema de fórmula

Para resolver o erro, use as opções sugeridas pelo Excel ou ignore o erro clicando em Ignorar erro. Caso você ignore o erro de uma determinada célula, ele não será exibido nas próximas verificações de erro. No entanto, você pode redefinir todos os erros que foram ignorados para que eles sejam exibidos novamente.

Habilitar ou desabilitar regras de verificação de erros

  1. Clique no botão Microsoft Office Imagem do botão do Office, clique em Opções do Excel e, em seguida, clique na categoriaFórmulas.
  2. Em Regras de verificação do Excel, marque ou desmarque as caixas de seleção de qualquer uma das seguintes regras:
    • Células contendo fórmulas que resultam em um erro    A fórmula não usa a sintaxe, os argumentos ou os tipos de dados esperados. Os valores de erro são #DIV/0!, #N/D, #NOME?, #NULO!, #NUM!, #REF! e #VALOR!. Cada um desses valores de erro possui causas distintas e é solucionado de forma diferente.
      1. Para saber mais sobre como resolver esses erros, confira os links na lista Consulte Também.
      2. OBSERVAÇÃO   Se você inserir um valor de erro diretamente em uma célula, ele é armazenado como um valor de erro, mas não é marcado como um erro. No entanto, se uma fórmula de outra célula fizer referência à essa célula, a fórmula vai retornar o valor de erro dessa célula.
    • Fórmulas de coluna calculada inconsistentes em tabelas    Uma coluna calculada pode incluir fórmulas diferentes da fórmula da coluna, o que cria uma exceção. Exceções em colunas calculadas são criadas ao:
      • Digitar dados e não uma fórmula em uma célula de uma coluna calculada.
      • Digitar uma fórmula em uma célula de uma coluna calculada e clicar em Desfazer Imagem do Botão na Barra de Ferramentas de Acesso Rápido.
      • Digitar uma nova fórmula em uma coluna calculada que já contenha uma ou mais exceções.
      • Copiar dados em uma coluna calculada que não correspondam à respectiva fórmula.

        OBSERVAÇÃO   Se os dados copiados contiverem uma fórmula, essa fórmula sobrescreverá os dados na coluna calculada.

      • Mover ou excluir uma célula em outra área da planilha que seja referenciada por uma das linhas de uma coluna calculada.
    • Células contendo anos representadas como 2 dígitos    A célula contém uma data de texto que pode ser mal interpretada como o século errado, quando usado em fórmulas. Por exemplo, a data na fórmula =ANO(“1/1/31”) poderia ser 1931 ou 2031. Use essa regra para verificar datas de texto ambíguas.
    • Números formatados como texto ou precedidos por um apóstrofo    A célula contém números armazenados como texto. Isso ocorre normalmente quando os dados são importados de outras fontes. Os números armazenados como texto podem causar resultados de classificação inesperados; portanto, é preferível converter as células em formatos de números.
    • Fórmulas inconsistentes com outras fórmulas na região    A fórmula não corresponde ao padrão de outras fórmulas próximas a ela. Em muitos casos, as fórmulas adjacentes a outras fórmulas diferem somente nas referências usadas. No exemplo a seguir de quatro fórmulas adjacentes, o Excel exibe um erro ao lado da fórmula =SOMA(A10:F10) ) porque as fórmulas adjacentes incrementam por uma linha, enquanto a fórmula =SOMA(A10:F10) incrementa por 8 linhas. O Excel espera a fórmula=SOMA(A3:F3).
  1. 1
  1. 2
  1. 3
  1. 4
  1. 5
  1. A
  1. Fórmulas
  1. =SOMA(A1:F1)
  1. =SOMA(A2:F2)
  1. =SOMA(A10:F10)
  1. =SOMA(A4:F4)
  • Se as referências usadas em uma fórmula não forem consistentes com as de fórmulas adjacentes, o Excel exibirá um erro.
  • Fórmulas que omitem células em uma região    Uma fórmula pode não incluir automaticamente referências a dados que você insere entre o intervalo original de dados e a célula que contém essa fórmula. Essa regra compara a referência em uma fórmula com base no intervalo real de células adjacente à célula que contém a fórmula. Se as células adjacentes incluírem valores adicionais e não estiverem em branco, o Excel exibirá um erro ao lado da fórmula.
    • Por exemplo, o Excel insere um erro ao lado da fórmula =SOMA(A2:A4) quando essa regra é aplicada, porque as células A5, A6, e A7 estão adjacentes às células referenciadas na fórmula e à célula que contém a fórmula (A8); além disso, essas células contêm dados que deveriam ter sido referenciados na fórmula.
  1. 1
  1. 2
  1. 3
  1. 4
  1. 5
  1. 6
  1. 7
  1. 8
  1. A
  1. Fatura
  1. 15.000
  1. 9.000
  1. 8.000
  1. 20.000
  1. 5.000
  1. 22.500
  1. =SOMA(A2:A4)
  • Células não bloqueadas que contêm fórmulas    A fórmula não é bloqueada para proteção. Por padrão, todas as células são bloqueadas para ficarem protegidas; portanto, isso significa que a célula foi definida para estar desprotegida. Quando uma fórmula está protegida, ela só pode ser modificada quando for desprotegida. Verifique se você não deseja essa proteção. Proteger as células que contêm fórmulas impede que elas sejam alteradas e pode ajudar a evitar erros futuros.
  • Fórmulas que fazem referência a células vazias    A fórmula contém uma referência a uma célula vazia. Isso pode gerar resultados inesperados, como mostra o exemplo a seguir.
    • Digamos que você queira calcular a média dos números na seguinte coluna de células. Se a terceira célula estiver vazia, ela não será incluída no cálculo e o resultado será 22,75. Se ela contiver 0, o resultado será 18,2.
  1. 1
  1. 2
  1. 3
  1. 4
  1. 5
  1. 6
  1. 7
  1. A
  1. Dados
  1. 24
  1. 12
  1. 45
  1. 10
  1. =MÉDIA(A2:A6)
  • Dados inseridos em uma tabela são inválidos    Há um erro de validação em uma tabela. Verifique a configuração de validação para a célula clicando em Validação de Dados no grupo Ferramentas de Dados da guia Dados.

Início da Página

Corrigir um a um os erros de fórmula comuns

Se a planilha tiver sido verificada anteriormente quanto a erros, nenhum dos erros que foram ignorados aparecerá até que os erros ignorados tenham sido redefinidos.

  1. Selecione a planilha em que deseja procurar erros.
  2. Se a planilha for calculada manualmente, pressione F9 para recalculá-la.
  3. Na guia Fórmulas, vá até o grupo Auditoria de Fórmulas e clique em Verificação de Erros.

    O grupo Auditoria de Fórmulas na guia Fórmulas

    A caixa de diálogo Verificação de Erros será exibida quando os erros forem encontrados.

  4. Caso tenha ignorado erros anteriormente, você pode verificá-los novamente fazendo o seguinte:
    1. Clique em Opções.
    2. Na seção Verificação de Erros, clique em Redefinir Erros Ignorados.
    3. Clique em OK.
    4. Clique em Retomar.

      OBSERVAÇÃO   A redefinição de erros ignorados redefine todos os erros em todas as planilhas na pasta de trabalho ativa.

  5. Posicione a caixa de diálogo Verificação de Erros logo abaixo da barra de fórmulas.

    barra de fórmulas

  6. Clique em um dos botões de ação no lado direito da caixa de diálogo. As ações disponíveis são diferentes para cada tipo de erro.

    OBSERVAÇÃO   Se você clicar em Ignorar Erro, o erro será marcado para ser ignorado nas verificações consecutivas.

  7. Clique em Avançar.
  8. Prossiga até concluir a verificação de erros.

Início da Página

Marcar erros comuns de fórmula na planilha e corrigi-los nela

  1. Clique no botão Microsoft Office Imagem do botão do Office, clique em Opções do Excel e, em seguida, clique na categoriaFórmulas.
  2. Em Verificação de Erros, certifique-se de que a caixa de seleção Habilitar verificação de erros em segundo plano esteja selecionada.
  3. Para alterar a cor do triângulo que marca onde há um erro, na caixa Indicar erros usando a cor, selecione uma nova cor.
  4. Selecione uma célula com um triângulo em seu canto superior esquerdo.
  5. Ao lado da célula, clique no botão Verificação de Erros Imagem do botão que é exibido e clique na opção desejada. Os comandos disponíveis são diferentes para cada tipo de erro e a primeira entrada descreve o erro.
    1. Se você clicar em Ignorar Erro, o erro será marcado para ser ignorado nas verificações consecutivas.
  6. Repita as duas etapas anteriores.

Início da Página

Corrigir um valor de erro

Se uma fórmula não conseguir avaliar corretamente um resultado, o Excel exibirá um valor de erro como #####, #DIV/0!, #N/D, #NOME?, #NULO!, #NUM!, #REF! e #VALOR!. Cada tipo de erro tem causas e soluções diferentes.

A tabela a seguir contém links para artigos que descrevem esses erros em detalhes e uma breve descrição para você começar.

Link para artigo detalhado Descrição
Corrigir um erro ##### O Excel exibe este erro quando uma coluna não tem largura suficiente para exibir todos os caracteres em uma célula ou quando a célula contém data ou valores de data e hora negativos.

Por exemplo, uma fórmula que subtraia uma data no futuro de uma data no passado, tal como = 15/06/2008-01/07/2008, resulta em um valor de data negativo.

Corrigir um erro #DIV/0! Quando um número é dividido por zero (0) ou por uma célula vazia, o Excel exibirá esse erro.
Corrigir um erro #N/D O Excel exibe esse erro quando um valor não está disponível para uma função ou fórmula.
Corrigir um erro #NOME? Esse erro é exibido quando o Excel não reconhece o texto em uma fórmula. Por exemplo, o nome de um intervalo ou o nome de uma função pode ter sido digitado incorretamente.
Corrigir um erro #NULO! Quando você especifica uma interseção de duas áreas que não formam uma interseção (cruzada), o Excel exibe esse erro. O operador de interseção é um caractere de espaço que separa referências em uma fórmula.

Por exemplo, as áreas A1:A2 e C3:C5 não formam uma interseção, portanto, ao digitar a fórmula=SOMA(A1:A2 C3:C5), retorna o erro #NULO!.

As células A1:A2 e C3:C5 nunca formam uma interseção

Corrigir um erro #NUM! O Excel mostra esse erro quando uma fórmula ou função contém valores numéricos inválidos.
Corrigir um erro #REF! O Excel exibe esse erro quando uma referência de célula não é válida. Por exemplo, talvez você tenha excluído células que foram referenciadas por outras fórmulas ou você pode ter colado células movidas sobre células que foram referenciadas por outras fórmulas.
Corrigir um erro #VALOR! O Excel pode exibir esse erro, caso sua fórmula inclua células que contenham diferentes tipos de dados. Quando as marcas inteligentes estão ativadas e você posiciona o ponteiro do mouse sobre a marca inteligente, a Dica de Tela exibe a mensagem “Um valor usado na fórmula tem o tipo de dados incorreto”. Normalmente, é possível corrigir esse problema fazendo pequenas alterações em sua fórmula.

Início da Página

Inspecionar uma fórmula e o respectivo resultado usando a Janela de Inspeção

. Quando as células não estiverem visíveis em uma planilha, você pode inspecionar as células e as fórmulas através da barra de ferramentas da Janela de Inspeção. Com a Janela de Inspeção fica mais fácil inspecionar, auditar ou confirmar cálculos e resultados de fórmulas em grandes planilhas. Ao usar a Janela de Inspeção, você não precisa rolar repetidamente ou ir para diferentes partes da planilha.

Essa barra de ferramentas pode ser movida ou encaixada como qualquer outra barra de ferramentas. Por exemplo, você pode encaixá-la na parte inferior da janela. Esse recurso mantém o controle das seguintes propriedades de uma célula: pasta de trabalho, planilha, nome, célula, valor e fórmula.

OBSERVAÇÃO   Você pode realizar apenas uma inspeção por célula.

Adicionar células à Janela de Inspeção

  1. Escolha as células que deseja inspecionar.

    Para selecionar todas as células em uma planilha com fórmulas, na guia Página Inicial, vá até o grupo Edição, clique em Localizar e Selecionar, em Ir para Especial e em Fórmulas.

    Imagem da Faixa de Opções do Excel

  2. Na guia Fórmulas, vá até grupo Auditoria de Fórmulas e clique em Janela de Inspeção.

    O grupo Auditoria de Fórmulas na guia Fórmulas

  3. Clique em Adicionar inspeção Button image.
  4. Clique em Adicionar.
  5. Mova a barra de ferramentas da Janela de Inspeção para a parte superior, inferior, lado esquerdo ou direito da janela.
  6. Para alterar a largura de uma coluna, arraste o limite do lado direito do título da coluna.
  7. Para exibir a célula à qual a entrada na barra de ferramentas da Janela de Inspeção faz referência, clique duas vezes na entrada.

OBSERVAÇÃO   As células que possuem referências externas a outras pastas de trabalho são exibidas na barra de ferramentas da Janela de Inspeção, apenas quando tais pastas estão abertas.

Início da Página

Remover células da Janela de Inspeção

  1. Caso a barra de ferramentas da Janela de Inspeção não seja exibida, vá até a guia Fórmulas, no grupoAuditoria de Fórmulas e clique em Janela de Inspeção.
  2. Selecione as células que deseja remover.

    Para selecionar várias células, pressione CTRL e, em seguida, clique nas células.

  3. Clique em Excluir inspeção Faixa de opções com a guia Biblioteca realçada.

Início da Página

Avaliar uma fórmula aninhada uma etapa de cada vez

Às vezes, é difícil entender como uma fórmula aninhada calcula o resultado final, pois existem diversos cálculos intermediários e testes lógicos. No entanto, usando a caixa de diálogo Avaliar Fórmula, você pode conferir as várias partes de uma fórmula aninhada, avaliada na ordem em que a fórmula é calculada. Por exemplo, a fórmula=SE(MÉDIA(F2:F5)>50,SOMA(G2:G5),0) é mais fácil entender quando você pode ver os seguintes resultados intermediários:

Etapas mostradas na caixa de diálogo Descrição
=SE(MÉDIA(F2:F5)>50,SOMA(G2:G5),0) A fórmula aninhada é exibida inicialmente. As funções MÉDIA e SOMAsão aninhas dentro da função SE.
=SE(40>50,SOMA(G2:G5),0) O intervalo de células F2:F5 contém os valores 55, 35, 45 e 25; portanto, o resultado da função MÉDIA(F2:F5) é 40.
=SE(FALSO,SOMA(G2:G5),0) Como 40 não é maior do que 50, a expressão no primeiro argumento da função SE (o argumento teste_lógico) é FALSO.
0 A função SE retorna o valor do terceiro argumento (o argumentovalor_se_falso). A função SOMA não é avaliada, porque ela é o segundo argumento da função SE (o argumento valor_se_verdadeiro). Ela é retornada apenas quando a expressão for VERDADEIRO.
  1. Selecione a célula que deseja avaliar. Apenas uma célula por vez pode ser avaliada.
  2. Na guia Fórmulas, vá até o grupo Auditoria de Fórmulas e clique em Avaliar Fórmula.

    O grupo Auditoria de Fórmulas na guia Fórmulas

  3. Clique em Avaliar para examinar o valor da referência sublinhada. O resultado da avaliação é mostrado em itálico.

    Se a parte sublinhada da fórmula for uma referência a outra fórmula, clique em Depuração total para exibir a outra fórmula na caixa Avaliação. Clique em Depuração circular para retornar à célula e fórmula anteriores.

    OBSERVAÇÃO   O botão Depuração total não estará disponível na segunda vez em que a referência for exibida na fórmula ou se a fórmula fizer referência a uma célula em uma pasta de trabalho separada.

  4. Continue até que todas as partes da fórmula sejam avaliadas.
  5. Para conferir novamente a avaliação, clique em Reiniciar.

    Para finalizar a avaliação, clique em Fechar.

    OBSERVAÇÕES

    • Algumas partes de fórmulas que usam as funções SE e ESCOLHER não são avaliadas; nesses casos, o erro #N/D é exibido na caixa de Avaliação.
    • Quando a referência estiver em branco, o valor zero (0) é exibido na caixa de Avaliação.
    • As funções a seguir são recalculadas todas as vezes em que houver alteração na planilha e podem fazer com que a caixa de diálogo Avaliar Fórmula forneça resultados diferentes dos que são exibidos na célula: ALEATÓRIO, ÁREAS, ÍNDICE, DESLOC, CÉL, INDIRETO, LINS, COLS, AGORA, HOJE,ALEATÓRIOENTRE.

Início da Página

Exibir as relações entre fórmulas e células

Planilha com setas rastreadoras Às vezes, verificar a precisão das fórmulas ou localizar a origem de um erro pode ser difícil, se a fórmula usar células precedentes ou dependentes:

  • As células precedentes     são células referenciadas por uma fórmula em outra célula. Por exemplo, se a célula D10 incluir a fórmula =B5, então a célula B5 é uma precedente da célula D10.
  • As células dependentes    contêm fórmulas que fazem referência a outras células. Por exemplo, se a célula D10 incluir a fórmula =B5, então a célula D10 é uma dependente da célula B5.

Para ajudá-lo a verificar as fórmulas, você pode usar os comandos Rastrear Precedentes e Rastrear Dependentespara exibir graficamente ou rastrear as relações entre essas células e fórmulas com as setas rastreadoras.

  1. Clique no botão Microsoft Office Imagem do botão do Office, clique em Opções do Excel e, em seguida, clique na categoriaAvançado.
  2. Na seção Opções de exibição desta pasta de trabalho, selecione a pasta de trabalho desejada e verifique se a opção Tudo ou Nada (ocultar objetos) está selecionada em Para objetos, mostrar.
  3. Se as fórmulas fizerem referência a em outra pasta de trabalho, abra essa pasta de trabalho. O Excel não pode ir a uma célula na pasta de trabalho que não está aberta.
  4. Siga um destes procedimentos:
    • Para elaborar fórmulas que façam referência a uma célula em especial (dependente), faça o seguinte:
      1. Selecione a célula para a qual você deseja identificar as células dependentes.
      2. Para exibir uma seta rastreadora para cada célula dependente da célula ativa, na guia Fórmulas, vá até o grupo Auditoria de Fórmulas e clique em Rastrear Precedentes Imagem do botão.
        1. As setas azuis mostram as células sem erros. As setas vermelhas mostram a células que causam erros. Quando uma célula em outra planilha ou pasta de trabalho fizer referência à célula selecionada, será exibida uma seta preta entre a célula selecionada e um ícone de planilha ícone de planilha. No entanto, a outra pasta de trabalho deve estar aberta, antes que o Excel possa rastrear essas dependências.
      3. Para identificar o próximo nível de células que dependem da célula ativa, clique novamente em Rastrear Precedentes Imagem do botão.
      4. Para remover as setas de rastreamento um nível por vez, iniciando com a célula precedente mais à direita da célula ativa, na guia Fórmulas, no grupo Auditoria de Fórmula, clique na seta próxima a Remover Setas e, em seguida, clique em Remover Setas Precedentes Imagem do botão. Para remover outro nível de setas rastreadoras, clique no botão novamente.
    • Para elaborar fórmulas que façam referência a uma célula em especial (dependente), faça o seguinte:
      1. Selecione a célula para a qual você deseja identificar as células dependentes.
      2. Para exibir uma seta rastreadora para cada célula dependente da célula ativa, na guia Fórmulas, vá até o grupo Auditoria de Fórmulas e clique em Rastrear Dependentes imagem do botão.
        1. As setas azuis mostram as células sem erros. As setas vermelhas mostram a células que causam erros. Quando uma célula em outra planilha ou pasta de trabalho fizer referência à célula selecionada, será exibida uma seta preta entre a célula selecionada e um ícone de planilha ícone de planilha. No entanto, a outra pasta de trabalho deve estar aberta, antes que o Excel possa rastrear essas dependências.
      3. Para identificar o próximo nível de células que dependem da célula ativa, clique novamente em Rastrear Dependentes imagem do botão.
      4. Para remover as setas de rastreamento um nível por vez, iniciando com a célula dependente mais à esquerda da célula ativa, na guia Fórmulas, no grupo Auditoria de Fórmula, clique na seta próxima a Remover Setase, em seguida, clique em Remover Setas Dependentes Imagem do botão. Para remover outro nível de setas rastreadoras, clique no botão novamente.
      5. Para remover todas as setas rastreadoras da planilha, na guia Fórmulas, vá até o grupo Auditoria de Fórmulas e clique em Remover Setas Imagem do botão.
    • Para conferir todas a relações em uma planilha, faça o seguinte:
      1. Em uma célula vazia, digite = (sinal de igual).
      2. Clique no botão Selecionar Tudo.

        Botão Selecionar tudo

      3. Selecione a célula e na guia Fórmula, vá até o grupo Auditoria de Fórmulas e clique em Rastrear Precedentes Imagem do botão duas vezes.
    • Se o Excel emitir um aviso quando você clicar em Rastrear Dependentes imagem do botão ou em Rastrear Precedentes Imagem do botão, significa que o Excel rastreou todos os níveis da fórmula ou você está tentando rastrear um item que não pode ser rastreado. Os seguintes itens de planilhas, que podem ser referenciados por fórmulas, não podem ser rastreados com as ferramentas de auditoria:
      1. Referências às caixas de texto, gráficos inseridos ou imagens em planilhas
      2. Relatórios da tabela dinâmica
      3. Referências a constantes nomeadas
      4. Fórmulas localizadas em outra pasta de trabalho que se referem à célula ativa se a outra pasta de trabalho estiver fechada.

        OBSERVAÇÕES

        • Para ver os precedentes codificados por cor para os argumentos de uma fórmula, selecione uma célula e pressione F2.
        • Para selecionar a célula posicionada na outra extremidade de uma seta, clique duas vezes na seta. Se a célula estiver em outra planilha ou pasta de trabalho, clique duas vezes na seta preta para exibir a caixa de diálogo Ir para e, em seguida, clique duas vezes na referência desejada na lista Ir para.
        • Todas as setas de rastreamento desaparecerão se você alterar a fórmula para a qual as setas apontam, inserir ou excluir colunas ou linhas, ou excluir ou mover células. Para restaurar as setas de rastreamento depois de fazer quaisquer alterações, você deve usar os comandos de auditoria na planilha novamente. Para controlar as setas de rastreamento originais, imprima a planilha com as setas de rastreamento exibidas antes de fazer as alterações.

Cursos na área de TI (Gratuitos)

Publicado: outubro 30, 2015 em Excelente

cursos escolas

Segue abaixo o link de alguns cursos gratuitos na área de Tecnologia da Informação, todos com direito a certificado.

Microsoft Virtual Academy (Fornece Certificado)

http://www.microsoftvirtualacademy.com/

Brasil Mais TI (Programa do Governo – Fornece Certificado)

http://www.brasilmaisti.com.br/

Escola Virtual Fundação Bradesco (Fornece Certificado)

http://www.ev.org.br/

Obs.

  • Necessário realizar cadastro.
  • As aulas são através de videos e slides
  • No final de cada curso é aplicada uma prova
  • Certificado quando gerado, basta imprimir ou salvar em pdf no pc.

Bons Estudos !!!!

O lançamento do Windows 95 pela Microsoft completou 20 anos mês passado. Após duas décadas, os computadores e sistemas operacionais mudaram bastante, principalmente quando o assunto é processamento e memória. Relembre a história da plataforma de Bill Gates e Paul Allen que vendeu sete milhões de cópias nas primeiras cinco semanas. Veja também quais eram as configurações mínimas para rodar o Windows e confira os jogos e os programas nativos do software.

Windows 85 foi lançado pela Microsoft em 24 de agosto de 1995 (Foto: Divulgação/Microsoft)
Windows 95 foi lançado pela Microsoft em 24 de agosto de 1995 (Foto: Divulgação/Microsoft)

Origem

O Windows 95 foi um marco para o avanço dos computadores pessoais (Personal Computer). Lançado em 24 de agosto de 1995, os destaques do sistema operacional estão na introdução do Menu Iniciar e da barra de tarefas (taskbar), que facilitam a usabilidade. O Menu fez tanto sucesso entre os usuários que foi foco de reclamações quando a Microsoft resolveu remover a tradicional função no Windows 8. O botão fixo no canto esquerdo e o menu retornaram redesenhados no Windows 10 apenas neste ano.

Microsoft tem como co-fundadores Bill Gates (à direita) e Paul Allen (à esquerda) (Foto: Divulgação/Microsoft)
Microsoft tem como co-fundadores Bill Gates (à direita) e Paul Allen (à esquerda) (Foto: Divulgação/Microsoft)

O Windows 95 vendeu 40 milhões de cópias em seu primeiro ano de lançamento. Considerando que o conceito de inclusão digital não era tão disseminado na época e muitas pessoas ainda não tinham computadores em casa, o sistema foi um grande sucesso entre quem já tinha uma máquina.

Configurações mínimas

Os computadores na metade dos anos 90 passavam longe da potência oferecida pelos atuais. Para a antiga plataforma funcionar a máquina precisava oferecer um armazenamento interno mínimo de 35 a 40 MB para atualizar para o Windows 95, e 50 a 55 MB para uma instalação limpa, dependendo da versão do sistema. A memória básica era de 4 MB, sendo recomendado manter 8 MB pela Microsoft.

Interface do Windows 95 (Foto: Divulgação/Microsoft)
Interface do Windows 95 (Foto: Divulgação/Microsoft)

O usuário precisava ter um PC com um processador 386DX ou superior. Em uma breve comparação, um PC atual mais básico vem com processador a partir do Intel Core i3, 2 a 4 GB de memória RAM e armazenamento interno de 256 ou 500 GB, sendo que 1 GB corresponde a cerca de 1024 MB.

Drives, jogos e programas

Os computadores mais modernos vinham com drive para CD-ROM e a maioria oferecia a entrada para os antigos disquetes quadradões, discos removíveis com armazenamento a partir de 1,44 MB. Entre os jogos incluídos no Windows 95 estavam os populares Campo Minado e games clássicos de cartas, como Solitaire, FreeCell e Hearts. Tudo em uma interface simples, em 2D.

Lançamento do Windows 95 apresentado por Bill Gates em evento (Foto: Divulgação/Microsoft)Lançamento do Windows 95 apresentado por Bill Gates em evento (Foto: Divulgação/Microsoft)

Entre os programas, estavam os básicos como Calculadora, Bloco de Notas, Paint e WordPad, que resistem até hoje em todos os computadores com Windows em versões renovadas. Alguns modelos também vinham com o programa Personal Organizer and Hoyle e Outlook Express incluídos.

Se você fizer algumas pesquisas no Google vai descobrir diversos sites informando para você pressionar as teclas “F1”, “F2”, “F3”, “F11”, “F12”, “DEL” ou “ESC” durante o processo de boot, mas você tenta todas essas combinações e nenhuma funciona.

Se isso está acontecendo com você, não fique chateado. O seu computador/notebook não está quebrado.

Sony Vaio SVS15

O sistema de boot BIOS, inventado pela IBM por volta de 1976, está sendo substituído aos poucos por uma nova tecnologia chamada Unified Extensible Firmware Interface. Resumindo, a nova especificação UEFI veio para resolver algumas deficiências da especificação BIOS. Maiores detalhes na wikipedia sobre UEFI.

Com essa nova especificação, o modo de acesso à área de configuração de boot muda um pouco. No notebook Sony Vaio, basta pressionar a tecla “ASSIST” quando o notebook estiver desligado. Essa tecla Assist fica localizada geralmente acima do teclado.

Simples assim!

Feito isso, o seu notebook vai ligar e cair numa tela com a opção para entrar no Setup do boot. Desse ponto em diante já é com você.

Muito cuidado nessa hora, pois uma configuração errada pode parar de iniciar o seu computador, mas nada que não possa ser resolvido voltando para a configuração anterior.

Espero que essa dica tenha lhe ajudado.

Deep Web

Deep Web é um universo gigantesco, estimativas baseadas em extrapolações de um estudo feito na Universidade da Califórnia em Berkeley em 2001 especularam que a Deep Web possui 7.500 terabytes de informação. Em 2008, a web chamada “Deep Web”, não referenciada pelos motores de busca representa 70 a 75% do total, ou seja, cerca de um trilhão de páginas não indexadas, então é muita coisa mesmo.

Muita gente olha para a Deep Web como um ambiente de malfeitores, mas na surface web essa que normalmente usamos, possuem os mesmos perigos, não importa lugar o que manda é ética de cada indivíduo.

Existem conteúdos riquíssimos na Deep Web, como receitas culinárias raras, artigos científicos, manuais militares, arquivos sigilosos, vídeos incríveis que você jamais verá no YouTube, tutoriais hackers e muito mais.

NÃO TENHA MEDO E VAMOS EXPLORARA A DEEP WEB!

Atenção: A deep web sempre está mudando de lugar, então pode ocorrer que com o passar do tempo, alguns endereços deixem de funcionar.

Navegador: Para acessar sites da deep web é preciso utilizar o navegador TOR [download], caso você seja um entusiasta da Deep Web e ainda não saiba disso.

Obs. Não me responsabilizo por seus atos, estou apenas compartilhando conhecimento.

Lista de sites da Deep Web

  1. http://3g2upl4pq6kufc4m.onion/ – DuckDuckGo Search Engine
  2. http://xmh57jrzrnw6insl.onion/ – TORCH – Tor Search Engine
  3. http://zqktlwi4fecvo6ri.onion/wiki/index.php/Main_Page – Uncensored Hidden Wiki
  4. http://32rfckwuorlf4dlv.onion/ – Onion URL Repository
  5. http://e266al32vpuorbyg.onion/bookmarks.php – Dark Nexus
  6. http://5plvrsgydwy2sgce.onion/ – Seeks Search
  7. http://2vlqpcqpjlhmd5r2.onion/ – Gateway to Freenet
  8. http://nlmymchrmnlmbnii.onion/ – Is It Up?
  9. http://kpynyvym6xqi7wz2.onion/links.html – ParaZite
  10. http://wiki5kauuihowqi5.onion/ – Onion Wiki
  11. http://torwikignoueupfm.onion/index.php?title=Main_Page– Tor Wiki
  12. http://kpvz7ki2v5agwt35.onion – The Hidden Wiki
  13. http://idnxcnkne4qt76tg.onion/ – Tor Project: Anonymity Online
  14. http://torlinkbgs6aabns.onion/ – TorLinks
  15. http://jh32yv5zgayyyts3.onion/ – Hidden Wiki .Onion Urls
  16. http://wikitjerrta4qgz4.onion/ – Hidden Wiki – Tor Wiki
  17. http://xdagknwjc7aaytzh.onion/ – Anonet Webproxy
  18. http://3fyb44wdhnd2ghhl.onion/wiki/index.php?title=Main_Page – All You’re Wiki – clone of the clean hidden wiki that went down with freedom hosting
  19. http://3fyb44wdhnd2ghhl.onion/ – All You’re Base
  20. http://j6im4v42ur6dpic3.onion/ – TorProject Archive
  21. http://p3igkncehackjtib.onion/ – TorProject Media
  22. http://kbhpodhnfxl3clb4.onion – Tor Search
  23. http://cipollatnumrrahd.onion/ – Cipolla 2.0 (Italian)
  24. http://dppmfxaacucguzpc.onion/ – TorDir – One of the oldest link lists on Tor
  25. http://torbrokerge7zxgq.onion/ – TorBroker – Trade securities anonymously with bitcoin, currently supports nearly 1000 stocks and ETFs
  26. http://fogcore5n3ov3tui.onion/ – Bitcoin Fog – Bitcoin Laundry
  27. http://2vx63nyktk4kxbxb.onion/ – AUTOMATED PAYPAL AND CREDIT CARD STORE
  28. http://samsgdtwz6hvjyu4.onion – Safe, Anonymous, Fast, Easy escrow service.
  29. http://easycoinsayj7p5l.onion/ – EasyCoin – Bitcoin Wallet with free Bitcoin Mixer
  30. http://jzn5w5pac26sqef4.onion/ – WeBuyBitcoins – Sell your Bitcoins for Cash (USD), ACH, WU/MG, LR, PayPal and more
  31. http://ow24et3tetp6tvmk.onion/ – OnionWallet – Anonymous Bitcoin Wallet and Bitcoin Laundry
  32. http://qc7ilonwpv77qibm.onion/ – Western Union Exploit
  33. http://3dbr5t4pygahedms.onion/ – ccPal Store
  34. http://y3fpieiezy2sin4a.onion/ – HQER – High Quality Euro Replicas
  35. http://qkj4drtgvpm7eecl.onion/ – Counterfeit USD
  36. http://nr6juudpp4as4gjg.onion/pptobtc.html – PayPal to BitCoins
  37. http://nr6juudpp4as4gjg.onion/doublecoins.html – Double Your BitCoins
  38. http://lw4ipk5choakk5ze.onion/raw/4588/ – High Quality Tutorials
  39. http://6w6vcynl6dumn67c.onion/ – Tor Market Board – Anonymous Marketplace Forums
  40. http://wvk32thojln4gpp4.onion/ – Project Evil
  41. http://5mvm7cg6bgklfjtp.onion/ – Discounted electronics goods
  42. http://lw4ipk5choakk5ze.onion/raw/evbLewgkDSVkifzv8zAo/ – Unfriendlysolution – Legit hitman service
  43. http://nr6juudpp4as4gjg.onion/torgirls.html – Tor Girls
  44. http://tuu66yxvrnn3of7l.onion/ – UK Guns and Ammo
  45. http://nr6juudpp4as4gjg.onion/torguns.htm – Used Tor Guns
  46. http://ucx7bkbi2dtia36r.onion/ – Amazon Business
  47. http://nr6juudpp4as4gjg.onion/tor.html – Tor Technology
  48. http://hbetshipq5yhhrsd.onion/ – Hidden BetCoin
  49. http://cstoreav7i44h2lr.onion/ – CStore Carded Store
  50. http://tfwdi3izigxllure.onion/ – Apples 4 Bitcoin
  51. http://e2qizoerj4d6ldif.onion/ – Carded Store
  52. http://jvrnuue4bvbftiby.onion/ – Data-Bay
  53. http://bgkitnugq5ef2cpi.onion/ – Hackintosh
  54. http://vlp4uw5ui22ljlg7.onion/ – EuroArms
  55. http://b4vqxw2j36wf2bqa.onion/ – Advantage Products
  56. http://ybp4oezfhk24hxmb.onion/ – Hitman Network
  57. http://mts7hqqqeogujc5e.onion/ – Marianic Technology Services
  58. http://mobil7rab6nuf7vx.onion/ – Mobile Store
  59. http://54flq67kqr5wvjqf.onion/ – MSR Shop
  60. http://yth5q7zdmqlycbcz.onion/ – Old Man Fixer’s Fixing Services
  61. http://matrixtxri745dfw.onion/neo/uploads/MATRIXtxri745dfwONION_130827231336IPA_pc.png– PC Shop
  62. http://storegsq3o5mfxiz.onion/ – Samsung StorE
  63. http://sheep5u64fi457aw.onion/ – Sheep Marketplace
  64. http://nr6juudpp4as4gjg.onion/betcoin.htm – Tor BetCoin
  65. http://qizriixqwmeq4p5b.onion/ – Tor Web Developer
  66. http://vfqnd6mieccqyiit.onion/ – UK Passports
  67. http://en35tuzqmn4lofbk.onion/ – US Fake ID Store
  68. http://xfnwyig7olypdq5r.onion/ – USA Citizenship
  69. http://uybu3melulmoljnd.onion/ – iLike Help Guy
  70. http://dbmv53j45pcv534x.onion/ – Network Consulting and Software Development
  71. http://lw4ipk5choakk5ze.onion/raw/4585/ – Quick Solution (Hitman)
  72. http://nr6juudpp4as4gjg.onion/tynermsr.htm – Tyner MSR Store
  73. http://rso4hutlefirefqp.onion/ – EuCanna – Medical Grade Cannabis Buds, Rick Simpson Oil, Ointments and Creams
  74. http://newpdsuslmzqazvr.onion/ – Peoples Drug Store – The Darkweb’s Best Online Drug Supplier!
  75. http://smoker32pk4qt3mx.onion/ – Smokeables – Finest Organic Cannabis shipped from the USA
  76. http://fzqnrlcvhkgbdwx5.onion/ – CannabisUK – UK Wholesale Cannabis Supplier
  77. http://kbvbh4kdddiha2ht.onion/ – DeDope – German Weed and Hash shop. (Bitcoin)
  78. http://s5q54hfww56ov2xc.onion/ – BitPharma – EU vendor for cocaine, speed, mdma, psychedelics and subscriptions
  79. http://ll6lardicrvrljvq.onion/ – Brainmagic – Best psychedelics on the darknet
  80. http://25ffhnaechrbzwf3.onion/ – NLGrowers – Coffee Shop grade Cannabis from the netherlands
  81. http://fec33nz6mhzd54zj.onion/index.php – Black Market Reloaded Forums
  82. http://atlmlxbk2mbupwgr.onion/ – Atlantis Marketplace Forums
  83. http://atlantisrky4es5q.onion/ – Atlantis Marketplace
  84. http://dkn255hz262ypmii.onion/ – Silk Road Forums
  85. http://4yjes6zfucnh7vcj.onion/ – Drug Market
  86. http://k4btcoezc5tlxyaf.onion/ – Kamagra for BitCoins
  87. http://silkroadvb5piz3r.onion/silkroad/home – Silk Road Marketplace
  88. http://5onwnspjvuk7cwvk.onion/ – Black Market Reloaded
  89. http://matrixtxri745dfw.onion/ – Image Uploader
  90. http://lw4ipk5choakk5ze.onion/ – PasteThis – Tor based Pastebin
  91. http://wzrtr6gpencksu3d.onion:8080/ – Gittor
  92. http://nr6juudpp4as4gjg.onion/ – Free hosting
  93. http://tklxxs3rdzdjppnl.onion/ – Liberty’s Hackers Hosting Service
  94. http://matrixtxri745dfw.onion/ – Matrix Trilogy
  95. http://74ypjqjwf6oejmax.onion/ – Beneath VT – Exploring Virginia Tech’s Steam Tunnels and Beyond
  96. http://76qugh5bey5gum7l.onion/ – Deep Web Radio
  97. http://edramalpl7oq5npk.onion/Main_Page – Encyclopedia Dramatica
  98. http://ih4pgsz3aepacbwl.onion/ – Hushbox
  99. http://ad52wtwp2goynr3a.onion/# – Dark Like My Soul
  100. http://tns7i5gucaaussz4.onion/ – FreeFor
  101. http://gdkez5whqhpthb4d.onion/ – Scientology Archive
  102. http://newsiiwanaduqpre.onion/ – All the latest news for tor
  103. http://5vppavyzjkfs45r4.onion/ – Michael Blizek
  104. http://7ueo7ahq2xlpwx7q.onion/ – AYPSELA News
  105. http://7hk64iz2vn2ewi7h.onion/ – Blog about Stories
  106. http://tigas3l7uusztiqu.onion/ – Mike Tigas
  107. http://mpf3i4k43xc2usxj.onion/ – Sam Whited
  108. http://7w2rtz7rgfwj5zuv.onion/ – An Open Letter to Revolutionaries
  109. http://3c3bdbvhb7j6yab2.onion/ – Totse 2
  110. http://4fvfamdpoulu2nms.onion/ – Lucky Eddie’s Home
  111. http://nwycvryrozllb42g.onion/searchlores/index.htm – Fravia’s Web Searching Lore
  112. http://newsiiwanaduqpre.onion/ – OnionNews – Blog about the onionland
  113. http://2gxxzwnj52jutais.onion/phpbb/index.php – Onion Forum 2.0 renewed
  114. http://3fyb44wdhnd2ghhl.onion/ib/ – Onii-Chan
  115. http://bx7zrcsebkma7ids.onion – Jisko
  116. http://npdaaf3s3f2xrmlo.onion/ – Twitter clone
  117. http://jv7aqstbyhd5hqki.onion – HackBB – Hacking & cracking forum
  118. http://xdagknwjc7aaytzh.onion/20/http/1.4.7.9/forummain.htm – Read only access to the Freenet FMS forums via the Anonet Webproxy
  119. http://sbforumaz7v3v6my.onion/ – SciBay Forums
  120. http://kpmp444tubeirwan.onion/ – DeepWeb
  121. http://r5c2ch4h5rogigqi.onion/ – StaTorsNet
  122. http://hbjw7wjeoltskhol.onion – The BEST tor social network! File sharing, messaging and much more. Use a fake email to register.
  123. http://t4is3dhdc2jd4yhw.onion/ – OnionForum 3.0 – New Onionforum for general talk, now with marketplace
  124. http://zw3crggtadila2sg.onion/imageboard/ – TorChan – One of the oldest chans on Tor
  125. http://bitmailendavkbec.onion – swiss email
  126. http://365u4txyqfy72nul.onion/ – Anonymous E-mail sevice. You can only communicate with other users currently using this service. So tell all your friends about it!
  127. http://sms4tor3vcr2geip.onion/ – SMS4TOR – Self destructing messages
  128. http://notestjxctkwbk6z.onion/ – NoteBin – Create encrypted self-destructing notes
  129. http://torbox3uiot6wchz.onion/ – [TorBox] The Tor Mail Box
  130. http://u6lyst27lmelm6oy.onion/index.php – Blue matrix chat NOT UP ALL THE TIME so chek often to see when it is
  131. http://wi7qkxyrdpu5cmvr.onion/ – Autistici/Inventati
  132. http://u4uoz3aphqbdc754.onion/ – Hell Online
  133. http://6sgjmi53igmg7fm7.onion/index.php?title=Main_Page – Bugged Planet
  134. http://faerieuaahqvzgby.onion/ – Fairie Underground
  135. http://2r2tz6wzqh7gaji7.onion/ – Kavkaz Center
  136. http://tnysbtbxsf356hiy.onion/ – The New Yorker Strongbox
  137. http://duskgytldkxiuqc6.onion/ – Example rendezvous points page
  138. http://rrcc5uuudhh4oz3c.onion/ – The Intel Exchange Forum :: Information and discussion on various topics, ranging from Illegal Activities and Alternative Energy, to Conspiracy Theories and Hacking. Same people from SnapBBS on a fully secure, moderated and categorized forum.
  139. http://opnju4nyz7wbypme.onion/weblog/index.html – A7B blog :: a blog dedicated to the restoration of a limited constitutional republic in the USA
  140. http://assmkedzgorodn7o.onion/ – Anonymous, safe, secure, crowdfunded assassinations.
  141. http://duskgytldkxiuqc6.onion/comsense.html – Commo Sense by Thomas Paine
  142. http://nwycvryrozllb42g.onion/ – Destination Unknown
  143. http://zbnnr7qzaxlk5tms.onion/ – Wiki Leaks
  144. http://salted7fpnlaguiq.onion/ – SALT
  145. http://yj5rbziqttulgidy.onion/ – Itanimulli
  146. http://bbxdfsru7lmmbj32.onion/marketplace/ – Delta Initiative
  147. http://2ogmrlfzdthnwkez.onion/ – Rent-A-Hacker
  148. WAREZ
  149. http://2gxxzwnj52jutais.onion/ – The Nowhere Server (restored from backup after FH)
  150. http://jntlesnev5o7zysa.onion/ – The Pirate Bay – Torrents
  151. http://am4wuhz3zifexz5u.onion/ – Tor Library – library of books and other media files
  152. http://uj3wazyk5u4hnvtk.onion/ – The Pirate Bay – Torrents (official .onion)
  153. http://doxbindtelxceher.onion/ – DOXBIN
  154. http://wuvdsbmbwyjzsgei.onion/ – Music Downloads
  155. http://lolicore75rq3tm5.onion/ – Lolicore and Speedcore Music
  156. http://xfmro77i3lixucja.onion/ – ebooks
  157. http://vt27twhtksyvjrky.onion/ – lol 20th Century Western Music Recordings and Scores
  158. http://2ygbaoezjdmacnro.onion/ – Pony at Noisebridge
  159. http://xfmro77i3lixucja.onion/ – Imperial Library of Trantor
  160. http://c3jemx2ube5v5zpg.onion/ – Jotunbane’s Reading
  161. http://tklxxs3rdzdjppnl.onion/sharepass/ – SharePass – Password sharing community
  162. http://k4jmdeccpnsfe43c.onion/ – Girls Released – Some nice model pics
  163. http://54dgeda4ik6iypui.onion/ – Gallery – Met-Art, FTVX etc sets
  164. http://pinkmethuylnenlz.onion/ – The Pink Meth (mirror)
  165. http://2fqgjzbb2h7yevom.onion/klixen/ – Klixen
  166. http://orsxvca7glswueo7.onion/ – EroDir – Lots and lots of Hentai
  167. http://mmgh3rqeswrlgzdr.onion/ – VOR-COM
  168. EROTIC HARD CANDY
  169. http://lovezspamopfiqul.onion/ – TLZ discussion board
  170. http://tqjhyhbso4mdcrvh.onion/sciclaycams/ – Sciclay Cams
  171. http://iqlnc7cbykhhurfo.onion/ – LLL – Image and Video down- & upload
  172. http://oglbv4c4kpoobkid.onion/oglb/ – Onion Girl Love Board – Private Board
  173. http://bvunqhdbizqxyuoe.onion/ – Boy Vids 4.0
  174. http://girlbmayme6evpwv.onion/ – Girls and Boys
  175. http://7haz75ietrhjds3j.onion/ – All Natural Spanking
  176. http://spofoh4ucwlc7zr6.onion/ – Safe Port Forum
  177. http://tqjhyhbso4mdcrvh.onion/forum/ – BL Forum
  178. http://ftwwebt6e3nb3lmw.onion/ – FTW Image Boards
  179. http://tlz3gig7k46s4r66.onion/ – TLZ private forums
  180. http://vkq6wz4ozmldscii.onion/ – Topic Links – A CP sites link list
  181. http://66m4z7ygkqghb4tc.onion/ – Some paradisebirds casey videos
  182. http://germanyhusicaysx.onion – Deutschland im Deep Web – German forum
  183. http://ffi5v46ttwgx3fby.onion/ – Das ist Deutschland hier 2.0 – German Board
  184. http://paisleli66axejos.onion/ – PAIS
  185. http://runionv62ul3roit.onion/ – Russian Onion Union
  186. http://s6cco2jylmxqcdeh.onion/ – ?ltimos bumps
  187. http://5xki35vc4g5ts6gc.onion – GTF Greek Tor Forum . For greek speaking users
  188. http://cipollatnumrrahd.onion/index.php – Cipolla 2.0 – Italian Community
  189. http://runionv62ul3roit.onion – Russian community: market and anonymous talks about security, guns etc.
  190. http://ptrackcp2noqu5fh.onion/ – PoliceTrack – Ne vous faites plus suivre par la police.
  191. http://amberoadychffmyw.onion – Amberoad – russian anonymous market
  192. http://r2d2akbw3jpt4zbf.onion – R2D2 – russian anonymous market
  193. http://ramp2bombkadwvgz.onion – RAMP – biggest russian market (drugs only)
  194. http://szmyt4v4vjbnxpg3.onion/ – Славянский
  195. http://o2tu5zjxjlibrary.onion/ – Bibliotheca Alexandrina
  196. http://xzzpowtjlobho6kd.onion/wordpress/ – DeepBlog
  197. http://zqiirytam276uogb.onion/ – Thorlauta
  198. http://ocbh4hoqs37unvv6.onion – French Deep Web

Instalando PostgreSQL

Publicado: outubro 5, 2015 em Excelente

O PostgreSQL vêm à algum tempo tomando o lugar do MySQL, por vir evoluindo de uma forma rápida e correta, correta por estar evoluindo justamente o que precisava evoluir, ele tem tomado o lugar do MySQL em pequenas empresas, justamente pelo fato dele ser altamente escalável, porem o MySQL ainda é muito popular e de fácil manipulação, sem contar os vários sistemas de armazenamento que o MySQL possui, como o InnoDB e o MylSAM, já o PostgreSQL só possui um sistema de armazenamento.

O MySQL pode ser uma boa opção para sistemas menores com uma base de dados relativamente pequena. Para sistemas maiores e complexos, que necessitam de maior integridade em sua base de dados e com vários Terabytes de informação o PostgreSQL seria uma melhor opção, tudo isso se baseando em SGBDs open source.
Após esse breve resumo vamos começar configurando o windows para instalar o PostgreSQL:
O Windows possui o UAC (User Account Control), criado no Windows Vista e aprimorado no
Windows 7, isso foi um modo da Microsoft lidar melhor com os problemas de segurança que o Windows tinha antes, são aquelas incomodas janelas que sempre aparecem ao instalar algum programa, perguntando se nós damos a permissão para aquele programa ser instalado. O problema é que esse recurso impossibilita o PostgreSQL criar algum usuário, então vamos ter que desativar esse recurso temporariamente, vamos ver como fazer:
– Entre com o seu usuário Administrador
– Entre no painel de controle, acesse a parte de Contas de Usuário e Segurança Familiar -> Contas de Usuário -> Alterar configurações de Controle de Conta de Usuário:
– Após isso irá aparecer a janela para configurar o controle de UAC, nessa janela terá a barra para diminuir o controle, coloque até o fim para Nunca notificar:
– Clique em Ok, depois disso você receberá uma notificação de que será necessário reiniciar o sistema para ativar as mudanças feitas, reinicie o sistema e novamente entre com o usuário Administrador da usa maquina.

OBSERVAÇÃO: No Windows 7 não está sendo iniciado o serviço de logon secundário, isso
causa um erro na hora da instalação do PostgreSQL, devemos mudar isso:
– Vá no menu Iniciar -> Painel de controle -> Ferramentas Administrativas ->
Serviços -> Procurar por Logon Secundário (no painel de controle na parte de “Exibir por” coloque
“Ícones pequenos”):

– Clique com o botão direito -> Propriedades -> deixe como Automático o tipo de inicialização:

– Feito isso podemos começar a inicializar o serviço.

OBSERVAÇÃO: Se necessitar deletar um usuário criado no PostgreSQL, siga os passos seguintes:
Menu Iniciar -> Execultar -> Digite cmd -> Irá inicializar o Prompt de Comando -> Digite net user
postgres /delete


Agora vamos baixar o PostgreSQL nesse link aqui. Escolha a opção “Download the one click installer”. Você será redirecionado para uma tela onde você deve escolher o seu SO, escolha de acordo com o seu sistema, sem esquecer de escolher a versão de bits, que pode 32 ou 64 dependendo do SO, o meu por exemplo é 64, escolha também a versão do PostgreSQL 9.1.3, nós vamos trabalhar com essa versão.

Feito isso o download irá começar, espere até terminar, agora de duplo clique no arquivo baixado e espere começar a instalação, você será levado para uma tela de boas vindas da instalação, como essa:

– Clique em Next:

– Agora você está na janela para especificar o diretório de onde será instalado o PostgreSQL, eu recomendo sempre instalar com o diretório default, para não ocorrer nenhum problema, clique em Next, ele irá peguntar novamente sobre diretório, só que agora vai ser onde vai guardar os dados do banco, deixe como default novamente, clique em Next:

– Insira o password do seu Banco e clique em Next:

– Aqui você deve inserir a numero da porta que seu banco vai ficar, deixe a que está como default, só mude se a porta já estiver em uso, clique em Next:

– Agora defina o Locale como Portuguese, Brazil, Clique em Next e em seguida em Next novamente:

A instalação irá começar, aguarde até ela terminar.

– Deixe selecionado o Stack Builder e clique no botão Finish:

– Agora no Stack Builder selecione o PostgreSQL, e clique no botão Next:

– Nessa janela você deve especificar quais os pacotes você vai baixar de acordo com o que você precisa, como a nossa pretensão no blog é trabalhar com Java, eu escolhi o que atendia a minha necessidade, como está na imagem acima, após escolher os pacotes clique em Next:

Recomendável: A instalação do pgAgente v3.0.1-3 é opcional, já que ela não é uma ferramenta essencial para o funcionamento do banco. O PGAgent é uma aplicação que possibilita a execução agendada de tarefas no banco de dados PostgreSQL, uma vez que este agendamento não é nativo como no Oracle.

– Uma janela confirmando os pacotes que você selecionou irá aparecer e irá falar em qual diretório os pacotes baixados irão ficar, clique em Next, o download vai começar, aguarde até terminar:

– Clique em Next pra ele instalar os pacotes anteriormente baixados:

–  Recomendável 

Agora vamos instalar o PGAgent.

– Essa é a tela de boas vinda da instalação, clique em Next:

– Escolha o diretório de instalação do pgAgent e clique em Next:

– Vamos definir alguns detalhes da instalação do PostgreSQL, primeiro o Host, aqui vai ser onde seu site será hospedado, o meu projeto será um projeto de teste na minha própria maquina, então o meu será o localhost mesmo, mas ai depende de cada projeto. coloque o User Name e o Password do banco e depois a porta que nós já tínhamos definido lá atrás como 5432, após isso clique em Next:

– Agora defina o username do pgAgente como você colocou na tela anterior e insira a senha, clique em Next e a instalação do pgAgent deve começar:

– Agora é só clicar em Finish para terminar a instalação do pgAgent:

Após isso vai vir a instalação do pjJDBC e do psqlODBC, essas instalações são mais simples, é só ir clicando em Next até começar instalar e depois em Finish.

Agora vamos instalar o SQL/Protect:

– Tela de boas vinda da instalação, clique em Next:

– Agora aceite o acorde de licença e clique novamente em Next:

– Para instalar o SQL/Protect você precisa ter cadastro no site http://www.enterprisedb.com, eu já tenho a minha, mas quem não tiver pode fazer sem nenhum problema, é gratuito. Dica: na hora de fazer o cadastro no site, eles vão pedir telefone, o problema é que deve ser um numero dos EUA, é só ir no google e procurar por um numero de telefone americano.

– Defina o diretório a ser instalado e clique em Next e Next, a instalação vai iniciar após isso, depois de instalado clique em Finish:

Agora por fim vamos terminar a instalação do PostgreSQL:

– Tela inicial, clique em Next:

– Ele vai detectar como existente a o PostgreSQL, porém ele vai atualizar o PostgreSQL atual, clique em Next e depois em Next novamente:

– Agora digite a senha que você definiu anteriormente para o seu banco e clique em Next e depois em Next novamente para começar a instalação ou atualização, como você preferir:

– Por fim teremos essa tela dizendo que o PostgreSQL foi instalado com sucesso e deixe marcado a opção de deixar o Stack Builder para fazer o download de ferramentas adicionais pro PostgreSQL, após isso pode fechar o Stack Builder, o setup do PostgreSQL vai pedir pra você reinicializar o seu computador para completar a instalação do SGDB.

Depois de reinicializado o SO do seu computador o PostgreSQL já vai estar instalado e configurado para testes.

Se você desejar voltar a configuração do UAC como a que estava antes de ser modificada é só fazer os passos para voltar naquela parte e voltar os valores como o que estava antes, é uma boa ideia deixar no padrão que estava antes por questão de segurança.